terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Sites legais que eu compro minhas coisas! #DicasdeAlice #4

Faaaala pessoaaaaal! Quaaaannnnnto tempo novamente! E feliz 2019 atrasado. Entre 2017 e 2018 tenho postado bem pouquinho por aqui, eis as minhas desculpas: TCC, preguiça, ah tenho coisas pra resolver, séries pra ver, formatura, desenhos para terminar e pintar, alguns jobs, saúde tem que estar em dia... Enfim uma infinidade de coisas, mas como venho falando em outros posts e repito novamente: não vou desistir do blog! XD. Só não vou postar com uma certa frequência, vai ser a hora que me der vontade tipo uma surpresa, pode ser que este ano venha aparecer um post atrás do outro ou demore meses, só volte no fim do ano, não sei. Sei que tem muitos posts prontos, só tenho que revisar e corrigir algumas coisinhas e voa lá. Tá aí um pequeno spoiler.

PS.: Esse post era para ter saído no começo de 2018. [Aquele emoji com cara de arrasado do zapens].

Indo direto ao assunto de uma vez por todas:

Sou uma daquelas pessoas que não compra se não gostar. Mesmo que esteja barato, se eu disser que é não, é não. E com isso acabei de parar de comprar em lojas físicas (claro que alguma coisa ou outra ainda vai, né?) e com tudo que eu tenho visto de lindo e maravilhoso na internet, comecei a pesquisar sites bons e confiáveis para comprá-los, claro que optei pelos mais baratos, pois não estou a fim de pagar 8000000000 reais em um brinco só porque tem o formato de maçã envenenada e ainda ter 1000000 reais de frete, demorar 122 anos para chegar e mais: ganhar um brinde de uma fucking tatuagem permanente de ninguém mais, ninguém menos que Hello kitty! Já percebi que isso não vale a pena, tsc,tsc. Quando vejo sites assim caio fora.

Então com a minha genialidade experiência em compras online, trago-vos novamente boas dicas para você arrasar na sua cidade com uma calça diferentona de 10 reais da China que você pagaria 80050 80 reais em uma loja nacional(se encontrar). E por falar em nacional, tem uma que eu indico também. Fique tranquilo. E para quem tem medo de pagar e não receber: a maioria dessas lojas tem seu método de pagamento seguro e dinheiro devolvido, até mesmo de devolução caso o produto tenha quebrado na viagem. Só que cada loja tem seus meios, por isso é bom sempre ler essa parte de pagamentos e devoluções em cada uma delas, portanto, atenção nesta parte. E sim já aconteceu comigo do produto não chegar no tempo correto e eu ter meu dinheiro de volta no Ebanks e dependendo da loja, eles não cancelam a compra e você pode recebê-lo de graça, mesmo que demore muito. Tenha a santa paciência!

Detalhe: a maioria deles tem seu aplicativo para vossos celulares!


ALIEXPRESS

Todo o mundo já ouviu falar neste site, mas vale a pena ressaltar que é bom e tem muita variedade lá. Tem para todos os gostos e estilos, desde acessórios de seus personagens favoritos, roupas de estilo alternativo, eletrônicos, jóias, maquiagens, brinquedos e até lingerie e sex shop. Porém preste atenção nos fretes, alguns até podem ser isentos, outros até mais caros que o produto. Uma dica legal que eu sempre uso porque eu pechincho sim, ué? pq ñ? é a dos filtros que geralmente são aqueles retângulozinhos que possuem opções para selecionar, eu coloco frete grátis (às vezes nem todos têm) e produtos do mais baratos para os mais caros, assim os mais baratos aparecem primeiro. É bom que você tenha conhecimento em inglês seja para buscar por palavras chaves (a maioria não aparece em português) ou para se comunicar com o vendedor que é chinês e vai utilizar o inglês para tirar suas dúvidas caso necessário. Eles são mó gente boa. Ah e não esqueça de selecionar a opção BLR no início da tela para identificar que é do Brasil e aí o pagamento aparece em Real. Sim! Eles aceitam boletos. Demora para chegar? Demora. Ao menos comigo foram três meses ou mais. Porém sempre fique de olho no rastreamento da sua compra no site do correios ou vá até uma agência da sua cidade ver se o problema não está lá mesmo.

Minha conta. Acima a opção BLR selecionada.

Foi no AliExpress que eu comprei meu primeiro vestido de Classic Lolita, meus acessórios Steampunk, chokers e colares, anéis e etc.


WISH

Outro site que está ficando popularzinho por compras online é o Wish, Ele possui bem menos variedades do que o do de cima, mas eu acho mais barato e muitas vezes você só paga o frete, então se o frete só custa 7 pila, você só paga 7 pila e mais nada. A maior parte dos produtos são relacionados à beleza e maquiagem, porém encontramos eletrônicos, roupas, calçados, acessórios, colecionáveis, etc. Se o seu foco for pincéis para maquiagem (se você gosta daqueles com cabos de chifre de unicórnio/sereia corra pra lá agora) e batons, lá você encontra com uma vasta opção e com preço baixo. Este é o site em que mais compro coisas. Eu comprei dois pares de lentes de contato amarelas por lá, mas parece que eles pararam de vender lentes por lá, então fiquei um pouco chateada, porque era barato mesmo e eu queria mais. Acho que o design do site facilita muito a navegação por lá e o fato da maioria dele ser em português ajuda muito. E tem uma equipe brasileira que responde suas perguntas de dúvidas, atrasos e devoluções. Eles aceitam pagamentos em boletos também. Tem muuuuita coisa para fãs de séries e personagens, acessórios para góticos, lolitas, pin-ups, cosplayers, ocultistas, exploradores da natureza... E tem até presentinhos para o pai, para a mãe, tio, tia, avós, cachorros, papagaios, lesmas do seu quintal.

Design super falicilitador!
Deixe-me listar o que comprei por lá: choker de argola, lentes de contato, um parasol rendado, uma calça da Harley Quinn, uma meia arrastão, um óculos gogle, colar de lua, elástico de cabelo com crânio de pássaro.


ROSEGAL

Eu confesso que eu ainda não comprei neste site (: Entretanto ele está aqui porque eu tenho conta lá sim! Ele tem maravilhas de roupas, algumas realmente baratas, outras nem tanto. São roupas para todos os tamanhos, de vários gostos e estilos, geralmente bem diferentonas, dessas que você não encontra por aí.

Roupas bonitas em Plus Size tem sim também. 


ENJOEI

O site nacional de vendas de novos e usados é o que eu mais uso. É porque lá eu vendo coisas também e com o dinheiro da venda, eu pego outra coisa em troca, mas dá para depositar em conta também, porém como eu vejo muita coisa legal lá, eu aproveito para comprar. O legal é que no Enjoei encontramos coisas importadas, originais e raras, itens de colecionador. 
Se você, assim como eu, quer vender por lá, seu produto deve estar em bom estado e as fotos devem ser bem precisas, especialmente se houver alguma avaria. E na descrição, procure descrever o máximo seu produto. Ou caso contrário terá problemas com o comprador. E na hora de enviar para o Correios de sua cidade, a embalagem deve estar de acordo com as normas de postagens dos objetos - para evitar demais problemas durante a viagem. E procure ser o mais rápido com seus compradores, eles têm pressa também, ué.
Eu vendo de tudo por lá, desde acessórios, calçados e roupas minhas, da minha mãe e irmã usadas, até itens novos que meus pais ganham no bingo (sim, eles adoram) e que para nós não possuem utilidade alguma.

Você pode me seguir no:

E também a minha irmãzinha:

Enjoei: compra e venda, novos e usados.

Já comprei no Enjoei: uma sapatilha novinha da Demonia, um livro da Darkside Books, um sombra da MAC e uma minissaia preta bem fofa.

IMPORTANTE*: Fique atento às legislações do Correios sobre as postagens e entregas nacionais e internacionais. Às vezes a demora do produto chegar é porque ele possui alguma taxa. Por isso fique de olho.

E é isso. Espero que gostem das dicas.
E até algum dia que estiver com vontade de postar, rsrs
Bjs. Se hidratem bastante! Tá calor pra porra.

fonte: giphy













Me sigam no Brazilian Goth Scene.

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Depressão e Fobia Social, Tumblr e Subcultura Gótica + minha história

Bãããão pessoal?

Quanto tempo! - vivo repetindo essa frase a cada novo post que faço, pois realmente há no momento coisa mais importantes para fazer e estou aqui, pois não abandonei nadinha!

E que título é esse? Pra quê quatro temas juntos??



Então... Deixe-me explicar. Esse post é um tanto longo, uma autobiografia minha, juntando diversos assuntos e como eles me afetaram positiva e negativamente.



Vou começar óbvio do começo. Esse ano o tema depressão, suicídio entre jovens, dentre outros relacionados passaram a aparecer à tona, ainda mais nesse mundo em que até sua vó está conectada e manda correntes e imagens de bom dia às 7h da manhã com um ursinho fofo piscante no "zape-zape" esse assunto que assombra milhares do jovens no mundo todo e tem crescido por décadas veio transparecer como uma mensagem do subconsciente oculta, cansada de espalhar que está tudo bem, quando não está, como um sorriso de uma pessoa que está destroçada por dentro, porém disfarçar isso até mesmo na internet onde podemos ser anônimos, fakes, ... Não parece ajudar muito. E o pior aconteceu! Dentre os virais mundiais que sempre eram sobre assuntos engraçados/inusitados ou de terror/sobrenatural, surgiu o tal Desafio da Baleia Azul cujo último estágio é a morte do participante, com várias coisas desagradáveis anteriores como desenhar a baleia no braço com uma lâmina. Mas isso todo o mundo já está em alerta, até sua vó provavelmente já sabe.  "Isso é coisa de retardado!" "Menos um idiota no mundo, seleção natural!" "Geração fraca de merda, na minha época eu capinava um lote inteiro e ainda ficava feliz" - Exemplos de frases ditas por populares que podem ser a gota d'água de um copo em que está quase transbordando. Eu não concordo nem um pouco com esse jogo, aliás quero distância, mas não me distanciar dos que realmente precisam de ajuda, que por diversos motivos fazem essas pessoas sentimentalmente sensíveis, sendo um mistério, até para si mesmas ):



✋Se alguém o ameaçar entrar neste jogo, não aceite de forma alguma, denuncie! Esse merda cara provavelmente não gastaria o tempo dele indo atrás de sua família pessoalmente sendo que vocês podem estarem a milhares de km de distância. É MELHOR PREVINIR DO QUE REMEDIAR. E se você pensa em entrar nesse jogo para se suicidar mesmo, achando que sua vida não tem mais jeito, se desafie a fazer outras coisas, busque na internet desafios saudáveis ou coisas inusitadas que sempre quis fazer em sua vida e esses desafios podem nunca acabar se você decidir. É melhor gastar sua vida com esses desafios do que simplesmente desistir de tudo. 💪


Outro dos motivos dessa onda de assuntos foi a série da Netflix, 13 reasons why (13 porquês). Choveu youtubers falando "Não assista essa série!" "Cuidado com 13 Reasons Why!", mas na realidade, o seriado tem efeitos diferentes em cada pessoa, eu por exemplo, assisti por curiosidade, não me identifiquei com nenhum personagem, amei a trilha sonora e fiquei com vontade de abraçar a Hannah e impedir o suicídio dela. Em algumas pessoas até ajudou, mostrando as consequências depois de um suicídio, como ficam os pais, os colegas, a escola e as pessoas mais próximas que te amam muito (representadas pelo Clay). Mas se você está bem pra baixo, com pensamentos ruins, bastante depressivos, recomendo que é melhor deixar e assistir outras séries, pois você pode focar só nos pontos negativos como você já está negativo, só atrairá mais negatividade. SEMELHANTE ATRAÍ SEMELHANTE.

Agora focando em mim...


Oi? ser que visita meu Blog.


Eu também já tive tempos em minha vida como já citei aqui. Antes de entrar na faculdade, minha depressão apareceu, junto com a fobia social (isso mesmo, medo de pessoas) que enfrentei durante a pré-adolescência e a adolescência toda, mesmo sem saber e nem desconfiar. Eu não gostava de sair de casa e ter que socializar com os outros, me achava estranha, diferente das pessoas da minha idade, achava que iriam me julgar, rir de mim, dava valor diferente às coisas, gostava de coisas que quase ninguém gostava, preferia ficar só, em meu conforto, com minhas ideias. Na escola, embora eu tinha notas razoavelmente boas, eu não falava com ninguém, tinha vergonha de tudo, medo de ser julgada por meus gostos que até eu escondia de mim mesma. Ficava no fundo da sala com um livro enquanto os outros faziam festa. Sempre achava que os outros reparavam em mim por ser estranha e com isso não agia naturalmente, fazendo coisas devidamente estranhas, por isso eles riam, botavam apelidos, tiravam sarro, me atiravam coisas, me imitavam, ninguém queria fazer trabalho comigo, na educação-física era um desastre. Eu tinha meus amigos, sim, alguns sofriam o mesmo que eu, porém sempre preferi ficar só, reconheço que poderia ter mais amizades se eu fosse eu mesma. Só fui parar para me questionar no último ano, onde tentei de tudo para me tornar sociável, até no Orkut. Mas tudo o que eu tinha era um atrito e as pessoas pareciam me deixar de lado como eu sempre me sentia desconfortável com elas. Eu até tinha sido uma "Maria-vai-com-as-outras". 


Quando deixei a escola, tinha a ilusão de que tudo iria mudar, de que eu seria independente, adulta o suficiente, me livraria da imagem antissocial que eu passava. Mas isso tinha sido apenas a ponta do iceberg. Eu tinha planos: trabalhar e juntar grana para a faculdade de Design. E como não tinha experiência em nenhum ramo, acabei sendo deixada de lado até no campo profissional. Todos sabemos que fazer faculdade é caro e eu não queria depender dos meus pais para isso.


 Porém ficar em casa sem fazer nada foi o pior. Me isolei mais e quando saía, meus gostos entravam em conflito com os das pessoas e aí ficava deslocada. Por que eu era tão diferente? Por que eu não queria simplesmente me deixar levar e se tornar mais uma garota comum, que faz o que as outras fazem? Não era isso o que eu queria? Resultado: Depressão. Nessa época, eu li alguns livros como de costume, escrevi também, isso me ajudou muito (algumas coisas estão salvas na minha conta do Wattpad). E com isso comecei a buscar imagens para ilustrar meus textos; como sempre tive uma quedona pela época Vitoriana, encontrei imagens de garotas de corpete negro, cabelos liso, saias longas em um cenário fantástico e decadente, o que chamavam de "góticas". Eu ligeiramente gostei pois me identifiquei. E também comecei a ouvir rock, principalmente Evanescence por conta do visual semelhante ao das imagens, não gostava muito de rock/metal antes, sempre fui mais para o pop, porém estava em busca de músicas novas, como eu gostava de umas duas mais famosas da banda, decidi conhecer as outras e gostei, já que eram depressivas como eu estava.



Me interessei por esse mundo gótico. Mas será que isso tinha a ver com minha depressão? Eu queria saber... Para ser uma gótica eu teria que ter depressão? Negar qualquer religião? Essas dúvidas frequentes que os babybats/trevosos geralmente têm. Ser gótico é um roqueiro depressivo que louva a satanás e só usa preto? 
Nessa época criei meu primeiro Tumblr, já que queria fugir do Facebook e dos seus "famosinhos". Sempre tive vontade de ter algo assim na Internet, no entanto só tinha um "Diário Negro" no computador semelhante ao Tumblr, pois não tinha coragem de me expressar ao mundo, eu guardava tudo para si mesma. Foi então que comecei a postar coisas que eu gostava pelo Tumblr e vi que tinha gente que gostava dos meus posts. Eu não acredito! Estava me socializando pela Internet por meio de uma coisa que eu gostava. E então fui me soltando mais. Aprendi a mexer nele, observando os de outras pessoas, personalizar o layout, colocar música... E lá fiquei. Descobri meus gostos, me senti livre para ser eu mesma, sem auto-preconceitos existe essa palavra?, descobri que não estava sozinha em meus gostos e que pessoas como eu eram mais comuns do que eu imaginava, eu é que me isolava do mundo. 

arquivo encontrado nas
primeiras fotos de babybat. Só
que não saía assim na rua.

Meus pais resolveram então que me colocariam na faculdade, de tanto eu insistir, pois no estado de depressão em que eu estava, tinha medo de fazer coisas ruins comigo e também eu mesma pedi para consultar um psicólogo. Para a surpresa deles escolhi Rádio e TV, algo que uma pessoa com fobia social como eu, odiaria, mas estava certa de que o curso iria me abrir caminhos que eu mesma fechei por medo. Me inscrevi no cursinho de teatro da minha cidade como hobbie. Embora eu dependesse financeiramente deles, isso me corta o coração, mas era necessário. Um dia eu quero ficar bem rica e recompensá-los por tudo o que fizeram por mim, dito isso tomando champanhe no Rio de Janeiro com um casaco de pelo naquele calor, mas fodase.

As pessoas com quem me identificava  e me inspiravam a me descobrir no Tumblr eram... Góticos! Sim, eu acabei seguindo por se dizerem góticos, mas vi na verdade as atitudes contam muito mais do que a aparência. Eram pessoas que por mais que tinham suas dificuldades e tristezas particulares sempre buscavam serem positivos, serem bons, educados e simpáticos. E tinham coragem de se expressar até no look com lentes de contato coloridas, maquiagem bem trabalhada, unhas pontiagudas, batons coloridos, cabelos bem extravagantes, varia de pessoa para pessoa... Então eu não era a única que gostava de cabelo coloridos, coisas de época, filmes de terror, natureza, moda lolita, contos de fadas, animais, mistério, bonecas, piadas de humor negro/nonsense, livros, coisas de crianças, assuntos paranormais, coisas macabras... E aprendi que não precisa ser "roqueiro" para ser gótico, pois as músicas góticas eram bem mais leves do que eu imaginava (e que a maioria de fora imagina hoje - uns roqui-paulera). Tinha música eletrônica na cena, o EBM, industrial, darkwave, synthpop, futurepop, tinha música leve, a ethereal, ambient, tinha uns rocks bem legais e alguns bem popzinhos: o post punk, o deathrock, psicobily... Faziam mais a minha cara do que o metal, que na verdade nem é gótico. E nem precisa ser satanista, ateu ou odiar religiões, isso não importa, cada com sua crença.


Tomei então, aos poucos coragem de segurar as rédeas da minha vida e seguir o que do fundo do coração eu quero, sem me importar com o que os outros vão pensar, eu só queria ser feliz e contaminar os outros ao meu redor com minha boa energia. A esse ponto já tinha feito novos amigos na faculdade, conseguia me comunicar com as pessoas melhor, sair a passeio pela cidade, andar de busão, pintar meu cabelo de vermelho, vestir as roupas que eu quero sendo extravagantes, sexy ou nada disso, indo a eventos que me interessam, fazendo mais Tumblrs...



E até hoje estou evoluindo... Para melhor. Os meus diversos Tumblrs continuam a mil, dois deles bem famosinhos tão velhinhos já. A Subcultura Gótica veio para me ajudar a me expressar e com isso conseguir se gostar e criar uma auto-estima, encontrar pessoas que pensam como você. Eu não estou 100% melhor da depressão e da Fobia Social, mas melhorei muito, já percorri um grande caminho e hoje posso dizer que as pessoas me conhecem do jeito que eu sou sem recalques, me chamando de maluca ou não. Mas sempre mostro o meu lado maduro por trás das minhas idiotices todas de viver na loucura. 

Espero que esse post, de alguma forma tenha ajudado a vocês e a me conhecer melhor. Já que é o momento certo, sendo que tantos jovens estão passando por isso. é só uma questão de tempo. Mas nesse tempo você que tentar melhorar sempre, se distrair um pouco e acreditar que vai dar certo (;

Dizem que o Tumblr é para depressivos, mas isso é para quem procura isso lá. Por outro lado, se você procurar coisas positivas, também vai achar. É só uma questão de prioridades, tem gifs de animaizinhos fofos, piadas e humor, moda, D.I.Y, tem até +18 ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Alguns posts positivos do Tumblr que todo mundo precisa ter na dash:






💜Tchau galera!
Até a próxima!
Fiquem bem!✌
Bjinhos da gótica do Tumblr.


Me sigam no Brazilian Goth Scene.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Porque metal não é considerado música gótica? + meu sumiço do blog

Por que metal é pra metaleiro, uai.

 OLÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ galerinhaaaaaaa!Quanto tempo sem postar por aqui. Feliz 2017! Então, como já andei contando aqui, um dos motivos do meu sumiço é meu TCC, alguns D.I.Y que tenho feito e eu voltei a desenhar \0/ em breve vou fazer um post sobre meus desenhos aqui. Não vou abandonar esse blog não, tenho visto que tem dado resultado muito positivo pelo feedback dos leitores (: E o resto? O resto é preguiça mesmo kkkk, nem séries eu tenho assistido mais. Então neste meu sumiço eu tenho preparado um post que vai ajudar muita gente a entender esse mundinho goth. E se meu TCC for aprovado, publico-o aqui pois é para ser um das coisas mais úteis que já fiz na minha vida. Sem mais delongas, bora pro assunto do post:

Aposto que ao buscar por música gótica no Google, você tem se deparado com lindas vocalistas de vestido longo e corpete de cores escuras, cabelo liso, maquiagem pesada e voz lírica. O tão adorado Symphonic Metal, uma mistura de música orquestral e metal com temas obscuros, de contos de fadas épicos, muita melancolia, lembrando as épocas passadas como a medieval. Logo de começo, vai bater com aquela imagem que você tem dos góticos na cabeça e tem mesmo tudo para ser considerado gótica, mas porque raios não é? Veja hoje no Na Mente de Alice.



Pois bem, vou lhe explicar, caro leitor. Era uma vez Há muito, muito tempo atrás, por volta dos anos 80, quando os góticos surgiram na maior aparência dark, vindo dos punks, com aqueles cabelos desengrenhados e espetados em sua maioria, tanto para homens como para mulheres, as músicas eram um pós-punk desiludido e sombrio, grande parte com uso de sons eletrônicos, que muitas vezes falavam de filmes de terror ou tentavam criar uma atmosfera semelhante à passada por esse estilo de filmes que vinha ganhando força ao longo do século XX. E haviam muitas bandas, sim, algumas mais inspiradas em músicas clássicas com um som leve e relaxante, chamadas de ethereal, outras mais punks revolts mesmo com guitarra pesada e gritos, letras agressivas, outras inspiravam no som das dançarinas de cabarés, no rockabilly, folk...  Enfim, é um som bem rico, carregado de diversidade. Os góticos gostavam muito das batidas sombrias que realmente lembram filmes de terror de época, das letras, dos símbolos e também do visual dos cantores. Algumas bandas até chegavam a ter nomes de filmes de terror como London After Midnight e Nosferatu.

Poster do filme
Poster da banda

Mas no final dos anos 80 surge o Type O Negative e também Paradise Lost, um dos primórdios do metal inspirado no gótico. Ao longo dos 90, mais bandas de metal inspiradas nesse estilo apareceram, já projetadas para agradar tal público, visto que estava começando a dar certo, com visuais todos trabalhados nos mínimos detalhes, algo para ser vendido. Como é o caso do cantor Marylin Manson. Mais tarde, tendo como diferencial a doçura feminina lírica, criando um ar melancólico surgem bandas como Épica, Within Temptation, Xandria, Nightwish... até mesmo a controversa Evanescence. E que realmente deu certo. Até hoje são lembradas como legítimas bandas góticas. Mas dentro dos padrões da Subcultura Gótica, elas não podem serem consideradas pois seu objetivo principal era vender sua imagem como góticas, o que não é nada alternativo, se for parar para pensar, é como, exemplo ridículo, alguém pegar a foto da sua mãe e vender uma blusa com a estampa dela mesmo com ela sabendo.

tão românticos para uma banda de metal...

Poréééém muita gente gosta e... 

Não dá para julgar. O que te torna gótico é o que você tem por dentro e como você se mostra ao mundo sendo você mesmo, não ligando se é estranho, louco, bizarro... Basta você conhecer o que é música gótica e procurar seu gosto dentro dela, já que é bem variada, a cada ano que passa você pode conhecer artistas novos de música gótica ou inspiradas que nem sabia que existia, eu ainda estou descobrindo bandas novas.
Tem deathrock, EBM, industrial só barulho das fábrica, psicobilly, dark cabaret, dark ambient, pós-punk, synthpop, synthrock, anos 80, anos 90, músicas lançadas recentemente, ethereal, steampunk inspired...
Mas a pergunta é: dá para ouvir metal? Dá, dá para ouvir o que quiser, eu mesma comecei meus interesses góticos ouvindo Evanescence e Nightwish porém você tem que conhecer o campo musical gótico e ao redor dele (EBM, Industrial...) como falei, duvido que você não vai achar um artista para ser o seu preferido. Se não, de que adianta se dizer gótico e não conhecer este vasto campo musical da cena. E como eu disse no começo do post: é mais fácil você dizer que é metaleiro se você prefere o lado metal da música. Maaaaas... Tem um tipo especifico que é a junção desses dois estilos, denominado "góticos metaleiros/metalheads" no qual já escreve sobre no Tipos de góticos.


Tchauzinho galera! Logo trago novidades. Se eu demorar, já sabem, estou ralando duro para que meu TCC seja nota 10, nota 1000, o melhor do Brasil bastante elogiado e proveitoso, quem sabe abrindo portas para novas oportunidades...

Me sigam no Brazilian Goth Scene.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Nu Goth: Moda Gótica-alternativa mais popular?

Olá galera! Hoje bateu a saudade de escrever por aqui! Sejam bem vindos mais uma vez a minha mente, a Mente de Alice. Hoje trago-vos mais um post relacionado a estilos dentro da Subcultura Gótica que eu sei que vocês gostam porque é o que me traz mais feedback pelo que estou observando.

O Nu Goth é um estilo mais despojado, casual, caracterizado pelo uso do preto como cor base e peças corriqueiras do dia-a-dia como camisetas, leggings, vestidos e sapatinhos. Os temas das peças são sempre entre ocultismo ei, nem tudo é do satanás não e Cultura Pop distorcida. Sua origem é a mesma do Pastel Goth, por isso é muito fácil mesclar os estilos. Sendo portanto assim, mais um estilo Tumblr, como ultimamente a galera tem chamado.





A famosa loja de moda gótica Killstar - e muitas outras que vem surgindo recentemente principalmente aqui no BR - vende roupas neste estilo. Nunca houve tanta gente alternativa usando chapeuzinho strega-fashion, alças (harness) em forma de pentagrama, acessórios witchcraft, sapatos creepers, botinhas tratoradas, óculos de lentes redondas, vestido da Vandinha da Família Addams (eu tenho o vestido e uso sim, sffjkfskjfnf) , entre outros.


Um cara usando Killstar

   
   Eu com meu vestido Vandinha e meu
  colar IluminattiFoto meio bosta, né?
Legal essa camiseta, né? Seu filho da bruxa.









E não somente góticos que adotaram o estilo, muitos roqueiros, metaleiros, emos, punks, sei lá o que mais também optaram, agora fica difícil diferenciar e saber quem é quem. Acredito que deve ter sido do Nu Goth que apareceu o "Gótica Suave" aqui no Brasil, onde até sua visinha fanquera usa pra pagar de rárdicóri revoutada do demonio e acha que ser emu eh mesma coiza que ser gotica. É, esse é o lado ruim da coisa, está ficando muito padrão, todo mundo se vestindo parecido e esquecendo as tradições antigas. O lado bom é que essas peças são realmente boas para se usar na casa da vovó e assustar ela, no parque de diversões, entre outros. E dá para adaptar para seu estilo conforme sua criatividade: mais fofo, mais hard, mais sexy... Por isso então, recomendo que se for comprar algo, compre pelo que gosta e não porque todo mundo usa. Porque se não isso pode acabar como o gótica suave, mais uma modinha e todo mundo acaba falando dessas modinhas, mostrando o quanto elas são chatas, irritantes, alienadas e sem sentido. Não que eu seja contra modinhas, mas acontece que o intuito do estilo alternativo é fugir da moda.

Essa é a modelo Psychara, gosto muito dela
como pessoa. Sigo-a nas Redes Sociais.
Emo? Gótica? Metaleira? Grunge? Nu Goth.


















Então é isso. Apenas minha opinião sobre o assunto, nada de mais. Nada de querer causar a Terceira Guerra Mundial, pois já viu né, ultimamente a internet está louca, seres humanos estão querendo imporem sua opinião em tudo como se fossem donos da verdade. Sempre deixo claro aqui que opinião é que nem... e cada um tem a sua, pois somos seres únicos, por dentro. Porém a arrogância sempre existirá. Não é a toa que uma das minhas teorias é de que a próxima grande guerra vai ser online. hfdsknfjkndsfds

Tchau galera, fiquem na paz do coração. Façam algo de bom para um cachorrinho hoje, por mim. Falem que fui eu que mandei.



Me sigam no Brazilian Goth Scene.


quinta-feira, 28 de julho de 2016

Nomes engraçados e bizarros para cachorros!



Olá meus caros amigos, vos apresento os nomes de cachorros surgidos entre este tempo em minha mente que seriam considerados bizarros, esquisitos ou engraçados. E que por algum motivo resolvi compartilhar-los pela web. Afinal variar os assuntos dos posts é o que eu busco e dessa vez, é para vocês rirem camaradas, imaginem um cachorro(a) com um nome desses, ou se alguém se depara com esse post buscando por ideias para o nome de seu novo cãozinho e acaba gostando de um deles.

Apenas reflita sobre eles e veja o caos que eles causariam se seus donos vivessem os chamando em lugares públicos lotados:

- Pomadinha (parece nome de palhaço)
- Ossudo (ele adora um ossinho)
- Mordida (um belo aviso do que pode acontecer)
- Raçãozento (esse é para aqueles que acabam com o pacote de ração logo no 1º dia)
- Forróbis (meu cãozinho de pelúcia se chamava assim)
- Sr. Coleira (fiquei com vergonha por esse cão)
- Fussinho (com "u" mesmo)
- Gato (confunda tudo)
- Totóso (variações loucas de Totó)
- Gente Fina (esse é gente mesmo)
- Bumerangue (ele vai e volta, vai e volta)
- Gelatina (pense num cachorro desengonçado)
- Cata-Sapato (o nome diz tudo)
- Latido (aquele que não cala a boca, quer dizer, o focinho)
- Espetinho (está sempre presente nos churrascos da família)
- Karro (chique, né? Até alguém pensar que é aquela coisa que anda lá na rua)
- Mc Dognalds (imagino que seja um cão guloso)
- Salva-Vidas (para aquele cãozinho herói)
- Dinheiro (chama o dinheiro que ele vem correndo)
- Peludona (amo minha Peludona)
- Meleca (cachorro nojento)
- Djanho (curitibanos vão adorar esse)
- Vegano (dúvido)
- Cara-Pato (cada um entende um significado)
- Coelhinho (grita mais alto que ele etá longe)
- Espirro (tem cachorro que vive espirrando)
- Ladrão (legítimo ladrão canino)
- Viajadinho (aquele serumaninho que faz umas parada louca meu)
- Problema (vou soltar o Problema hoje)
- Manchado (pq malhado é para os fracos)
- Vira-Lixo (bagunça todos os lixos possíveis)
- Mister Linguiça (outro do churrasquinho da família)
- Mc Ossotentação (cão de funkeiro)
- Guardinha (ele vigia sua casa e você nem paga, humano mal)
- Rabudo (corre Rabudinho fofinho)
- Treta (lá vem a Treta correndo)
- Vacilo (pô Vacilo! Estragou minhas flores de novo!)
- Zap-Zap (Vou levar o Zap-Zap no parque hoje)
- Goleiro (adora catar a bola da partida)
- Senhor Pulgas (pobre animal)
- Safadão (pega Safadão!)
- Porco (difícil de dar banho)

Quero dizer que eu autorizo todos que quiserem utilizar estes nomes em seus animais. Afinal de contas, não ganho nada com isso e seria uma bobagem não autorizar que tipo de ser humano faria isso? sendo que seria legal ver a sociedade ganhar novos nomes para cãezinhos causando a linda sensação da crise de risos ou da vergonha alheia.

Até mais e não deixem a zoeira morrer. #maiszoeiramenosnegatividade
Me perguntam porque eu sou da zoeira, mas o brasileiro é assim Hue Hue BR BR mesmo, tem que rir para não chorar, porque é de graça e não faz mal só o bem, mas claro, seguindo a regra: "tudo o que é demais é sempre ruim". Falou.

Cãezinhos, é raro quem não goste deles (:


Me sigam no Brazilian Goth Scene.

segunda-feira, 18 de julho de 2016

Meus Poemas: Morta nas Estrelas


Olá pessoal, sou eu Jéssica aqui de novo trazendo mais um poema de minha autoria para este blog. Embora eu deixe os poemas e histórias para minha conta no Wattpad, acho bom uma vez ou outra trazê-los para cá, para que quem não os conhece ou tem acesso ao site possam ver. Este poema representa uma fase da minha vida, na qual cabe a famosa frase do meu poeta/escritor favorito: "Tudo que amei, amei sozinho" - Edgar Allan Poe (ele está ali no banner do blog ao lado de uma vela). Amo usar simbologia, me inspiro em letras de músicas e também em tudo o que leio em qualquer lugar, cada expressão que aprendo e que no momento me parece cabível. Então, aí está, aprecie minha obra de arte ou não.

Morta nas Estrelas


Aquela boneca
Você ainda mantém ela
Desfilando na passarela
Intacto, imaculado
Você se mantém melhor do que tenho imaginado

E eu
Estou morta nas estrelas
A milhões de quilômetros
De você na Terra
Embora você não possa mantê-las
Pois de mim não lembra


Poço de ódio
Dói como o inferno
Não posso me odiar
Tenho brilho interno
Sou poeira a brilhar
Você vai olhar
Ver meu eterno
A milhões de quilômetros contigo sonhar


E eu
Estou morta nas estrelas
A milhões de quilômetros de você na Terra
De mim não lembra
E a boneca não quebra


Querida boneca
Vá embora
Não consigo dormir
Enquanto não partir
Como posso descansar em paz?
Estou morta nas estrelas
O que a falta dos sentimentos dele em mim faz.
Por favor vá embora
Agora
Me desmancho a cada hora
Pela demora


Pálido e imaculado
Olá!
Estou aqui
Neste céu nublado
Morta nas estrelas
Onde você me colocou
Quando me matou
E esqueceu do corpo


Abraçado à boneca
Dorme junto à capela
Sem saber que ela
É o motivo de que eu morrera


E eu 
Estou morta nas estrelas
A milhões de quilômetros 
De você na Terra
Pobre morada
Desta triste jornada


Não sou mais nada além de poeira
Poeira das estrelas
Brilho mesmo que não queira


Jéssica A. Rossa



E sobre a maioria dos meus poemas serem tristes, é como eu já falei em outro post, a tristeza é uma grande inspiração para meus poemas; este porém não é completamente triste, apresenta sinais de esperança que é outro elemento que gosto de colocar em alguns deles. Já virou um hábito querer escrever poema quando estou triste, é uma maneira de dar forma ao seu sentimento, uma maneira de extravasar e que depois você sabe que poderá ler no futuro e lembrar do que passou e como soube transformar tudo aquilo em arte.
Bem, este é um dos bons motivos ao qual escrevo e recomendo como terapia momentânea.

Mudando um pouco o assunto... Criei no Wattpad um livro reunindo meus poemas desde 2010 e com certeza logo mais chegarão no futuro. Pois não pretendo finalizá-lo com poucas páginas, serão milhares de milhões. O Título é "Coleção de Poemas de Ali". Ali? Mas por que Ali? Que é Ali? Ali de Alice que faz uma alusão a este Blog no qual eu sou a personagem Alice pelas minhas doideiras bem doidas que você só encontra na minha mente doidamente. E também pelo meu pseudônimo do usuário no site. Você pode encontrar este livro bem aqui ó.

Divirta-se

Tchauuuuu!
Até mais.


Me sigam no Brazilian Goth Scene.

segunda-feira, 4 de julho de 2016

1º Encontro de Fadas em Curitiba


Parque bem movimentado *-*

O Clã de Fadas Crisálida em nome da Tradição de Fadas Green Faerie, realizou no saudoso dia 03 de Julho de 2016, seu primeiro encontro de fadas em Curitiba no bosque do Parque São Lourenço. O evento contou com danças, consagração do pó mágico que foi ensinado aos participantes, sorteio de brindes, exposições de diversos produtos, palestras e um chá comunitário no final com o palco aberto ao público. Eu tive o prazer de participar deste evento junto com minha amiga Tati, nós chegamos tarde, porém aproveitamos muito. Levei minha asa que eu mesma fiz a partir deste tutorial e que inclusive eu já fiz um post sobre e ele está aqui ó.



O momento do sorteio de brindes

Este evento reuniu muitas fadinhas, elfos, duendes, bruxos e bruxas de todas as idades. Não foi necessário comparecer trajado dava para ir pelado, então? Não besta, é claro que eu estava falando como seres místicos muita gente foi sem esses trajes como a minha amiga e até ganhou brinde no sorteio. Já eu fui trajada de fada com tons da natureza, tons terrosos que fui lembrar logo após o evento que tinham muito a ver com meu signo, Touro. Terra é o elemento de Touro.

Eu não tenho ligação com religião alguma, mas meu coração e meu espírito são abertos à todas as crenças boas deste universo, por isso de alguma forma este evento me chamou a atenção no Facebook e tanto é que fiz de tudo para ir, cheguei até a contagem regressiva. Enfim, em breve em outros posts vocês saberão mais sobre minhas crenças e o porquê escolhi não seguir uma religião fixa, é bem complicado falar sobre religião hoje em dia ou sempre foi?, praticamente um tabu.

Minha make e cabelo



Detalhes das asas que eu fiz - créditos à Eversitos Salve

Meu traje de perfil - Creditos à Eversitos Salve

O Clã de Fadas Crisálida

O Clã de Fadas Crisálida é um clã de bruxaria ou seja, pagão e de tradição das fadas. E nisso o evento teve um caráter sério e sem propósito, por isso a vestimenta de fada/elfo ou qualquer ser da natureza teve um papel importante, pois se trata de um gesto sagrado porque é através das vestes, que se expressa seu eu interior, além da fé nas criaturas da natureza. Sendo assim, um ato mágico, ritualístico, contando com a libertação dos padrões usuais e muita arte. Por isso este encontro não teve nada a ver com visual/cosplay/brincadeira. E assim seguiu com muito respeito entre os integrantes e os que - assim como eu - compareceram com interesse na devida tradição feérica.

Esse foi nosso dia, regado à danças circulares 

Pózinho mágico das Fadas

O que foi necessário para confeccionarmos o pózinho mágico?
(é uma pena que eu tenha chegado tarde demais e perdi esta parte, porém acho que minhas flores não estavam secas o suficiente, vai que foi um sinal?)

-Frasquinho
-Pó de flores secas (Lavanda, de preferência pelos seus poderes terapeuticos)
-Canela em pó
-Talco (opcional)
-Oração e Consagração

O momento da benção do pózinho

Amei e valeu o esforço que fiz para acompanhar tudinho. O pózinho fica para a próxima. Eu espero.
Que venham os próximos encontros \0/

Eu era gordinha, mas estava nem aí.
 Meu look nunca mudou por isso


Tchaau! Blessed be.


Me sigam no Brazilian Goth Scene.